Como reduzir custos na empresa: 9 medidas para melhorar as finanças

Buscar formas de como reduzir custos na empresa é uma função de gestores e empresários, que tem como meta diminuir gastos e aumentar a lucratividade de um negócio.

Além desse fator, o mercado se mostra cada vez mais em competição, a crise econômica do país, os impostos cada vez mais altos, a escassez de recursos, entre outras coisas, faz cada vez mais os desafios dos gestores aumentarem.

Então, manter sua empresa em um nível competitivo e ainda traçar uma trajetória que permita o crescimento da empresa é um tanto desafiador, tendo em vista todo o cenário em que estamos vivendo.

Sendo assim, para estabelecer tudo isso, é preciso que se tenha uma gerência capacitada e que apresente habilidades de administração, disciplina e muita sagacidade.

A partir disso, redução de custos se torna uma pauta importante dentro do meio empresarial, sendo amplamente discutida e implementada.

E como ela é o foco deste conteúdo, selecionamos aqui algumas medidas para você adotar como gestor ou em seu negócio próprio.

Análise Gratuita de Consultoria em Redução de Custos - Souf Consultoria Financeira

Como reduzir custos na empresa em 9 passos

Tomar decisões eficientes e que estejam de acordo com a verificação de gastos e à cultura de inovação auxiliam no melhor resultado de índices de eficácia e autorizam o descarte de uma série de desperdícios.

Sendo assim, aqui vão uma série de alternativas que você poderá implementar dentro da sua empresa a fim de aumentar a produtividade, reduzir custos e ainda obter um lucro maior.

1. Análise para reduzir custos na empresa:

A primeira coisa para implementar a redução de custos é averiguar corretamente seus gastos como empresa. Pois sem saber essa informação, ficará difícil saber onde implementar uma boa estratégia de redução.

Inúmeras empresas perdem o rumo de suas contas, por não saberem como administrá-las da forma correta.

E ter o registro de todas as despesas de sua empresa é fundamental para saber mais sobre ela e quais gastos estão sendo desnecessários.

Sendo assim, desde compras com canetas no escritório até gastos mais pesados devem ser anotados e mantidos em um arquivo.

A princípio, anotar gastos banais pode parecer irrelevante, no entanto, inúmeras irrelevâncias somadas, resultam em um volume muito significativo.

Dessa forma, uma análise de gastos por categoria, permite que a gestão analise qual área da empresa está consumindo mais recurso. Então, com essa informação, iniciativas para redução de custos podem ser aplicadas.

2. Otimização de processos:

Quando uma atividade em uma organização se torna ineficiente, ela passa a ser um dos grandes vilões no processo de aumento de custo.

Quanto mais eficaz um trabalho for, menos a empresa gasta com hora extra, energia, entre outras coisas.

Assim, se um trabalho é feito de maneira correta, é possível então que ele consiga ser executado por menos funcionários, considerando uma escala mais ampla.

Em relação à otimização, a tecnologia apresenta um papel fundamental na empresa.

Pois alguns setores, principalmente o setor de finanças, requerem um alto número de operações rotineiras.

Quando empresas investem em atividades tecnológicas, fatores como organização e segurança se tornam muito mais simples, eficazes e dinâmicos de serem executados.

Organizar planilhas demanda um tempo enorme de funcionário.

Frente a isso, o uso de ferramentas automatizadas na gestão das finanças deve ser feito para otimizar processos e reduzir as falhas humanas.

Além disso, o acesso a essas informações se dará de forma muito mais segura e rápida.

3. Terceirização:

Considerar terceirizar serviços tem sido uma prática muito eficaz das empresas hoje em dia.

A terceirização é usada como uma alternativa para os negócios que pretendem economizar custos fixos.

Por exemplo, custos físicos podem ser reduzidos físicos através da terceirização de parte das atividades a serem realizadas pelo negócio.

Gerando economia tanto em materiais, quanto com locações. Além disso, atividades a serem realizadas pontualmente também geram oportunidades de terceirizar com foco na economia.

4. Metas com foco em reduzir custos na empresa:

Igualmente como qualquer atividade de uma empresa, a diminuição de custo deve ser tratada como uma meta a ser alcançada. Ou seja, mensurável e realizável.

Um exemplo disso é estimular os funcionários a usarem meios gratuitos de comunicação, como WhatsApp, Skype, Telegram.

Ao estimular esses usos, contas de telefone, por exemplo, podem ser diminuídas ao longo do mês.

Aqui, o importante é sempre fazer uma conferência minuciosa dos custos e criar uma estratégia para reduzi-los.

Sendo assim, desenvolver um checklist para conferir regularmente esses custos é uma ótima opção para manter o controle e estimular a diminuição de gastos.

5. Equipe comprometida:

Mais do que qualquer outra coisa, todas as atividades de uma empresa se dão de acordo com as ações dos funcionários.

Sendo assim, a conscientização dos funcionários é parte fundamental na redução de custos. Aliás, as medidas de economia só farão efeito, se os funcionários estiverem comprometidos com elas.

Então procure envolver o seu time, mostre o porquê a redução de certos custos é importante e porque ela deve ser levada com seriedade.

Para isso, deixe que seus funcionários deem sugestões para a formulação de estratégias. Por fazer parte do dia a dia de cada área, os funcionários mais do que ninguém podem dar ideias de estratégias e soluções para os problemas.

6. Faça um análise dos benefícios:

De fato, essa é uma parte muito valorizada pelos funcionários e deve ser tratada com um dos valores por parte da empresa também.

No entanto, muitos negócios fazem investimentos como esses sem analisar seu retorno. Será que o que está sendo oferecido realmente surte o efeito desejado com sua ação?

É papel do RH então, realizar pesquisas com os times a fim de identificar suas reais necessidades, para assim oferecer benefícios de forma mais assertiva.

Além disso, se faz necessário um acompanhamento financeiro para controle orçamentário dos benefícios. Procure então, sempre conciliar o custo x benefício.

7. Use o banco de horas para reduzir os custos da empresa:

Para aqueles que querem fugir de hora extra, então é fundamental que seja registrado e implementado o uso de banco de horas.

Sendo assim, as horas extras que foram trabalhadas podem se converter em dias de folga e podem ser usadas em dias que os funcionários precisem resolver alguma situação pessoal, por exemplo.

8. Formas de contratação:

Em muitas empresas, o processo de contratação de funcionários feito de forma inadequada pode causar diversos problemas legais, gerando custos extras.

Não é incomum a falta de entendimento sobre as leis que regem as contratações no país, ocasionando em multas e processos.

Comumente, as empresas contratam funcionários como prestadores de serviços sem essa ser a alternativa mais recomendada.

Nesse caso, a empresa tem uma grande chance de responder a litígios trabalhistas, por isso é importante estar ciente disso.

Por fim, com foco na redução de custos, as empresas começaram a analisar seus processos de outra maneira.

O resultado natural desse processo é tornar a empresa mais produtiva e competitiva no mercado e não apenas a redução de gastos como objetivo principal.

9. Contrate um consultor para reduzir os custos da empresa:

Essa etapa é fundamental principalmente se o gestor estiver perdido em como implementar todas essas mudanças em seu negócio, sem que seja diminuída a qualidade e eficiência de suas atividades empresariais.

O papel da consultoria empresarial é fundamental para todo e qualquer negócio, independentemente de seu ramo.

A consultoria é um investimento que pode ser convertido como lucro a longo prazo. Isso porque a sugestão do consultor, fará com que a empresa como um todo consiga diminuir seus gastos.

Pois, sua principal meta é identificar qual a prioridade do cliente, sendo assim, uma pesquisa detalhada sobre a empresa é feita,.

De forma que permita que o consultor analise todos os pontos que precisam de reparos.

A consultoria não é apenas um trabalho do consultor, mas também do gestor. Ambos caminham unidos em busca da mudança que pretendem.

Ter um consultor por perto é uma das melhores maneiras do gestor aprender e se especializar mais na gestão de sua empresa.

Pois contar com uma consultoria é trazer para dentro da sua empresa, alguém com experiência, conhecimento e visão de fora.

Dessa forma, o profissional especializado consegue passar para o seu cliente uma maior e melhor segurança durante o processo até a etapa final.

A consultoria por sua vez não é algo que deva ser implementado apenas quando o negócio está em crise, pois ela tem como objetivo gerar maior competitividade para o negócio dentro do mercado, visando seu lucro.

Sendo assim, a consultoria é como se fosse um médico, que precisa estar sempre monitorando seu paciente para que seja evitado o aparecimento de alguma enfermidade.

Desse modo, ao contratar serviços de consultoria, você poderá antes mesmo de ter um problema, proporcionar medidas para que ele não apareça e não gere prejuízos.

Desse modo, uma das melhores formas de como reduzir custos, é contratar uma consultoria financeira para o seu negócio, antes mesmo dele gerar algum tipo de prejuízo.

Afinal de contas, o consultor atua não apenas na implementação de ações práticas, como também, boas práticas preventivas!

Serviço de redução de custos - Souf Consultoria Financeira em Redução de Custos e Despesas

Conclusão

Portanto, com auxílio deste conteúdo, foi possível ver algumas das melhores formas de como reduzir custos na empresa. Sendo essencial a adoção das medidas aqui pontuadas.

Algumas delas no início podem parecer difíceis de serem estabelecidas, mas com a colaboração e o entendimento de todos, é plenamente possível realizá-las.

O empresário por sua vez, deve olhar a redução de custos como se ela fosse uma mudança positiva, o que, de fato, é! Sempre que possível com um consultor ao seu lado trazendo mais assertividade em suas ações.

Gostou dessas dicas? Nos conte qual é a sua principal estratégia para a redução de gastos e compartilhe este artigo para que mais gestores e empresários possam se beneficiar também!

Gostou? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Vamos falar sobre seu negócio?

Clique abaixo para conversarmos.

×